Soluciones en tecnologías, procesos y proyectos

Limpeza e Condiçionamento

Platzieren Sie hier Ihre eigenen Texte und Bilder. Bearbeiten Sie diesen Text einfach durch einen Doppelklick.

HEMO

Lavadores e instalações de limpeza de peças




Lavadores integrados são a especialidade da HEMO, uma empresa criada em 2018 de empresas EMO Oberflaechentechnik GmbH und Hoesel GmbH. Os lavadores modernos trabalham a vácuo com solventes como percloroetileno (ou outros hidrocarbonetos halogenezados) ou álcoois modificados. Leis e novas regras ambiental na Europa com baixíssimas emissões permitidas pararam a limpeza com estas substancias, até uma nova geração de equipamentos avançados estava capaz de cumprir a nova legislação.

Estes equipamentos são estanque e evitam emissões completamente através um processo completamente automático a vácuo na limpeza e reciclagem de solventes/álcoois.

O controle a máquina minimizar as atuações de operadores e engenheiros para criar um meio ambiente ótimo perto do equipamento e também fora da fábrica. As medidas de automatização e segurança interna permite a instalação de equipamento dentro um galpão de usinagem ou de tratamento térmico sem riscos.

Geralmente cada um das maquinas está capaz de todos passos necessários de limpeza e conservação:

1. Desengraxar

2. Limpar

3. Secar

4. Conservar 

Dependente do grau e tipo da contaminação e o resultado de limpeza requerido, o equipamento pode ser equipado com ultrassom, com lavagem com agua/detergentes (sistema hibrida) e para condicionamento um passo com uma conservação definida pode ser adicionado. Hoje em dia os sistemas da HEMO trabalham nas industrias de transformação de metal, no tratamento térmico, na oficina de manutenção/conserta geral, na área de fabricação de equipamento medicinal, na área de embalagens de alimentos (latas por exemplo) e varias outras aplicações.  

PVA-TePla

Equipamentos para limpeza a plasma

Limpeza a plasma e um processo para limpeza superficial fina (para lamas e suporte antes de soldar, tubos de laser antes de montagem, peças/placas/microprocessadores eletrônicos antes de montagem, para implantes medicais e outras peças que necessitam ser livre de hidrocarbonetos antes de montagem ou processos posteriores.

A limpeza trabalha acontecer em um plasma de oxigênio na temperatura ambiente e cria só baixas temperaturas superficiais nas peças (30°-80°C). O processo só usa   reativo oxigênio com baixíssima pressão e produz como emissão dióxido de carbono em baixo volume. O resultado e uma área superficial completamente libre de hidrocarbonetos, quais são oxidados (“queimados”) com o oxigênio iônico de alta reatividade.