Soluciones en tecnologías, procesos y proyectos

Nitretação

Como a cementação a nitretação é um processo de endurecimento superficial através de difusão de nitrogênio atômico na matriz de aços para nitretação. A nitrucarburação também usa carbono atômico na difusão. A temperatura da nitretação (450°-600°C) é bem menor do que na cementação e não precisa resfriamento bruto para melhorar as propriedades superficiais. Por causa disso o consumo da energia e a distorção das peças na nitretação e geralmente menos do que na cementação. 

A nitretação gasosa e normalmente aplicada para peças de aços oxidáveis e peças de massa. O forno tipo retorta tem um sistema de gás que combina amônia, nitrogênio, hidrogênio (opcional), ar/agua (caso tratamento pós- e pre-oxidação), dióxido de carbono (nitrucarburação), alternativamente gás tipo endo (nitrucarburção sem gases sintéticos). Hoje em dia controles avançados com sensores modernos em fornos avançados são capazes de melhorar a reprodutibilidade e precisão de camadas nitretadas com baixa consumo de gases e energia.

A nitretação iônica (ou nitretação a plasma) é um processo mais avançada em um equipamento a vácuo, em que nitrogênio esta dissociado em um plasma para difundir na superfície. O processo de nitretação iônica em geral e mais ecológica, por que os gases de suprimento são só nitrogênio, hidrogênio e dióxido de carbono (nitrecarburação) e usados em baixos volumes.

Uma outra grande vantagem da nitretação iônica é a possibilidade de tratamento de aços inoxidáveis no modo fácil. A nitretação iônica é frequentemente aplicado para ferramentas de aços inoxidáveis com alta ligações para aumentar a dureza, tempo de vida e resistência contra fatores corrosíveis.

Veja nesta pagina uma seleção de equipamentos, componentes, software, controles e sensores para a cementação. Caso necessita mais informações ou não acha uma coisa, não hesite em contatar nos.

 

PVA-TePla

  • Equipamentos para nitretação iônica



    A PVA-TePla, que também é conhecido na área de fornos de nitretação iônica como PLATEG (incorporado em 2015), é uma empresa focada nas tecnologias de vácuo e plasma.

    Os fornos de nitretação iônica de PVA-TePla são construídos para aplicação industrial, temos uma automatização de alto grau e trabalham eficiente em dezenas referencias na indústria mundial. As dimensões de equipamento começam com Ø 400 mm x 800 mm e chegam até Ø 1800 mm x 3500 mm. Dimensões especiais podem ser construídos.   

    O processo aplicado é PulsPlasma® nitretação, um desenvolvimento da PVA-TePla próprio, que combina eficiência, ecologia e reprodutibilidade com controle impecável de processo.  

KGO

  • Fornos de nitretação gasosa controlada, tipo retorta (horizontal e vertical)

O KGO oferece sistemas industrial para nitretação controlada tipo retorta horizontal com um tamanho até 2 m x 2 m x 2,5 m para uma carga de máxima 5 toneladas e para nitretação controlada tipo retorta vertical Ø 3 m x 6 m de profundidade para uma carga de máxima 20 toneladas. O tamanho padrões horizontal são fornos para cargas de 0,6 m x 0,9 m x 0,6 m com aproximadamente 600 kg e para cargas de 1,2 m x 1,2 m x 1,5 m com aproximadamente 2 toneladas.

A KGO forneceu fornos de nitretação gasosa controlada em países nos todos continentes de mundo e é extremamente sucedida na indústria automotiva e aeroespacial com várias referências marcantes.

Na maioridade os fornos KGO usam controladores avançadas da STANGE pelo controle de processos em combinação com sensores de hidrogênio e oxigênio. Também tecnologias próprias da STANGE, que são oferecido pelos clientes dela, como NITRO-PULS®, que permite economias até 50% de amônia na nitretação gasosa, são usados.

O equipamento da KGO é muito confiável com baixos custos na manutenção e operação.  Os fornos, os controles e os componentes são conformes de normas de industrias automotivas e aeroespaciais como TS-16949, CQI-9 e AMS-2750 E.  

LINN HIGH THERM

Fornos de nitretação de P&D, pequena porte e especiais de laboratorio



A LINN é especialista em fornos de pequeno porte para desenvolvimento e pesquisa de laboratórios e processos industriais com pequenas partes e lotes.

A linha de forno câmeras, tubos rotativos e a vácuo dele pode ser construído com atmosfera protegida e gases de cementação, nitretação ou outros processos termoquímicos.

STANGE

  • Controladores


    Os controladores da série 6xx e 7xx da STANGE são controladores integrados de processos térmicos e quimotérmicos preparada com tela touch para gráficas em alta resolução, CLP integrado e bloques de funciones pré-instaladas.

    Os bloques de funções já concluem tratamentos de alarmes, vários controladores (temperatura, pressão, fluxos, outros sinales de sensores quaisquer tipos), programas em passos com vários digitais, gravação de processo, impressora digital e memoria integrada. Todos controladores da STANGE correspondem no modo da operação e documentação com as normas aplicadas na indústria automotivo (TS-16949, CQI-9), aeroespacial (AMS 2950 D/E), alimentos, cerâmicas e farmacêutica.

    Os controladores têm centenas de aplicações e referencias mundial. Muito OEMs (fabricantes de equipamentos) internacionais usam os controladores da STANGE por causa de facilidade da programação, constância na aplicação dura e o conforto da compatibilidade com versões antigas.  Uma troca de controlador de 25 ano de idade com uma versão nova e possível com o mesmo software.

    As línguas de programação são CODE-SYS® ou a lista de instruções (PAS IL/ IEC 61131-3). Especialmente a lista de instruções e simples de usar e pode ser programado diretamente no controlador.

    O serie 7xx pode ser programado com programas e editores da gráfica no pacote sem custos adicionais. O treinamento para pessoas capazes demora não mais do que um ou dois dias para programar o controle de primeiros equipamentos sozinho.  

    As gráficas são alta resolução sem limite de telas programadas: Então e possível de criar várias vistas do equipamento (vista completa, sistema aquecimento, sistema agua, tanque de óleo e muito mais) – até um controlador pode controlar vários equipamentos no mesmo tempo.

    Os controladores integrados da série 6xx/7xx cooperam fácil com o sistema supervisório ECS-2000, mas também permitem supervisão ou controle remoto sobre conexão de Ethernet (Internet interno/externo).

  • Sensor Hidrogênio



    O sensor hidrogênio esta aplicado no processo de nitretação para medir o conteúdo do hidrogênio (H2) como produto de dissociação de amônia (NH3). Através de valor de conteúdo de hidrogênio e o conhecimento do processo da dissociação e a atmosfera no forno, esse valor permite o cálculo de potencial de nitretação. Caso o processo inteiro foi gravado, estes valores permitem também uma estimativa bem perto da realidade da profundidade, morfologia e então dureza da camada nitretada.

    O sensor hidrogênio da STANGE é construído para trabalhar perto do forno e usa o princípio físico de transferência de calor para detecção de conteúdo de hidrogênio na atmosfera. Diferente de sensores eletroquímicos o sensor não precisa ser calibrado frequentemente e não tem uma vida curta de aplicação. O modo de operação de forno também não necessita um sistema de bomba de atmosfera e tubos/mangueiras comprimidos com tempos de reação atrasados do lado do forno.

    A STANGE tem referências de sensores industriais de hidrogênio com mais de 10 anos de funcionamento em fornos de nitretação sem falta, o sensor responde em cerca 6 segundos as mudanças de atmosfera no forno.

    O sensor pode ser equipado com um visor que mostra diretamente a mediação, o conteúdo do hidrogênio e opcional o potencial de nitretação.

  • Sensor Oxigênio



    O sensor oxigênio esta usado na nitretação para controlar o processo de nitrocarburação através de dissociação de dióxido de carbono no forno e para pre-oxidação e pos-oxidação reproduzíveis.

    Especialmente na pos-oxidação para condições de resistência contra corrosão definidas hoje em dia a maioria de produtos e alta valor requerem este controle de qualidade no processo já.

  • Software de cálculo de potencial da nitretação kN



    O software calcula através da digitação de tipo do processo e os dados do processo a potencial de nitretação Kn e outros informações gerais. O ponto de trabalho no esquema Lehrer/Kunze (diagrama de equilíbrio de fases do sistema Fe-N) permite uma estimativa sobre a criação da camada nitretada.

    O software permite mudança de valores e os resultados são visível imediatamente.
    O software é uma ajuda enorme para investigação e procura de parâmetros ótimos de processos de nitretação e nitrucarburação.

    Em combinação com um controlador do STANGE o software pode trabalhar ao vivo em conexão com um forno de nitretação ativo.

  • Software simulação e cálculo da camada nitretada



    O software da simulação e cálculo da camada nitretada e nitrucarburada permite o cálculo e visualização gráfica de:

    -Espessura da camada branca ou camada combinada (CLT)

    -Profundidade de dureza de nitretação (50 HV acima de dureza de núcleo, também NHD)

    -Dureza superficial (SH)

    O software trabalha através de um banco de aços (padrão 31 aços de nitretação, opcional mais) e seus parâmetros de processos. Informações mais profundos sobre a atmosfera no forno (conteúdo de Hidrogênio, amônia restante depois dissociação, grau de dissociação, potencial de nitretação, potencial de cementação) são disponíveis também.

    O encarregado e o engenheiro de processos desenvolvam com o software um conhecimento profundo sobre as consequências de mudanças de parâmetros no processo de nitretação.

    O software é instalado no computador e pode ser usado para arrumar o processo em quaisquer fornos de nitretação gasosa, porque também fornos com fluxos fixos (sem automatização) podem ser simulados.